Sisos

O nascimento dos dentes é uma fase natural da vida do indivíduo. No entanto, não é incomum que durante o período de formação dos dentes ocorra distúrbios de desenvolvimento que impeçam o posicionamento normal do dente. 

São diversas as causas que levam à atipicidade no crescimento dentário, podendo ter como origem má oclusão, cistos, tumores, processos infecciosos, dentre outras. Os terceiros molares, também conhecidos como sisos, são os últimos dentes a nascerem (na fase da adolescência). Além disso, eles são os últimos dentes dos quatro lados das arcadas dentárias (superior e inferior). Por causa disso, muitas vezes, os dentes do siso não encontram espaço suficiente na boca para se acomodarem.  

PROBLEMAS CAUSADOS PELOS SISOS 

A falta de espaço pode causar alguns problemas, tais como: 

  • Apinhamento de outros dentes: por não possuírem espaço suficiente na boca, os sisos podem movimentar os outros, podendo deixá-los tortos; 
  • Gengivite: devido à dificuldade na higienização, pode-se acumular placas bacterianas; 
  • Cáries: devido ao seu posicionamento, os sisos se encontram em um local de difícil acesso durante a escovação, dificultando assim que seja feita a higienização oral de forma correta e resultando no acúmulo de bactérias e detritos; 
  • Inflamação: as bactérias podem resultar no processo inflamatório do local, dor e a limitação da abertura bucal devido ao inchaço; 
  • Pus: devido ao acumulo de resíduos entre o dente e a gengiva pode haver um processo infeccioso, gerando pus; 
  • Perda óssea: ocorre apenas quando o dente siso está por baixo da gengiva e encoberto pelo tecido ósseo, causando lesões neste tecido e deixando-o cada vez mais frágil; 
  • Pericoronarite: ocorre quando o siso nasce parcialmente, ficando semi-recoberto pelo tecido pericoronário. Nesse caso, pode ocorrer a entrada de alimentos e a impossibilidade de higienização adequada, podendo formar um abscesso pericoronário que consiste em um foco bacteriano. Trata-se de uma doença que pode causar muita dor e pode evoluir para outras doenças mais graves. 
  • Problemas nos dentes vizinhos como o amolecimento, as cáries e até mesmo a queda; 
  • Dor aguda: diante do posicionamento indesejado, o siso pode causar dor na região e nos elementos dentários vizinhos. Dependendo da intensidade da dor, o paciente pode ter até a limitação da abertura bucal e, consequentemente, pode causar a impossibilidade de alimentação adequada. 

COMO É O PROCEDIMENTO DE EXTRAÇÃO DOS SISOS? 

O procedimento de extração do siso depende de cada paciente, conforme vemos a seguir. 

Casos simples 

Muitas vezes, o posicionamento inadequado dos sisos pode ser tratado com a simples extração do dente em consultório odontológico, sendo necessária somente a anestesia local. Mas existem casos em que o elemento dentário está em posição desfavorável, onde se deve analisar:  

  • a posição do dente;  
  • a profundidade da inclusão;  
  • o estado de desenvolvimento da raiz;  
  • o nível de fixação do dente ao osso, dentre outros detalhes. 

Casos complexos 

Nesses casos, pode haver a necessidade de um cuidado maior durante a extração dos sisos, Podendo ser necessário cortar o dente em partes menores ou fazer a remoção de parte do osso que fica ao redor do dente.  

Em casos assim, a cirurgia ainda pode ser realizada na clínica, mas pode ser necessária a realização de anestesia do tipo sedação consciente assistida por um médico anestesiologista, isso proporciona conforto ao paciente e maior segurança ao cirurgião-dentista. 

Casos ainda mais complexos 

Existem casos ainda mais complexos em que a posição do dente é muito próxima à base da mandíbula ou ao assoalho do seio maxilar, o que gera risco de fratura da mandíbula ou de surgimento de comunicação entre a boca e o nariz, o que pode impor a necessidade de utilização de centro cirúrgico hospitalar para a realização da extração do dente. 

Casos com comorbidades 

Há casos também de pacientes que são acometidos por outras doenças que impedem a realização do procedimento somente com a anestesia local, tais como: 

  • síndrome do pânico;  
  • síndrome do vaso vagal;  
  • pacientes portadores de necessidades especiais;  
  • pessoas com coagulopatias (problemas de coagulação) hereditárias ou adquiridas;  
  • dentre outras. 

Tais comorbidades também podem levar à necessidade do centro cirúrgico hospitalar e do uso da anestesia geral. 

QUAL A IDADE MAIS INDICADA PARA REMOVER MEUS SISOS? 

Recomenda-se a retirada no período entre 16 e 20 anos. No entanto, os sisos podem ser retirados em qualquer idade

PRECISO REALMENTE EXTRAIR OS SISOS? 

A necessidade de extração de um ou mais sisos depende da posição do dente e de eventuais sintomas. Se o siso nasceu e se desenvolveu adequadamente, adota-se a conduta de não extrai-lo, mas o cirurgião-dentista recomenda que esse paciente tenha um cuidado extra com a higiene desses dentes, por serem mais sujeitos a cáries devido à sua posição. 

Todavia, se o siso encontra-se em posição inadequada, semi-incluso ou incluso, recomenda-se a extração, pois ele pode se tornar um fator de desenvolvimento de infecções e, até mesmo, propiciarem um tumor. Por isso, recomenda-se a consulta ao dentista para que se analise as condições dos sisos. 

É POSSÍVEL EXTRAIR OS QUATRO SISOS NO MESMO DIA? 

Sim. É interessante que se realize a extração dos quatro sisos no mesmo ato, pois expõe o paciente a um único procedimento cirúrgico e, consequentemente, a um único pós-operatório. No entanto, caberá ao dentista analisar as condições dos elementos dentários para saber se é realmente necessário e possível extrair todos os quatros sisos no mesmo ato. 

Além disso, ao extrair todos os sisos no mesmo dia, o paciente terá de ser cuidadoso nas primeiras 48 h, fazendo tudo o que o cirurgião-dentista recomendar no pós-operatório. 

QUANTO TEMPO LEVA PARA REALIZAR A EXTRAÇÃO DOS SISOS? 

A remoção simples dos quatro sisos dura, em média, 30 minutos. Entretanto, cada paciente possui fisiologia própria, o que pode tornar variável o tempo de extração dos dentes. Deve-se considerar, por exemplo, o tempo que a área anestesiada perde a sensibilidade, a complexidade do caso, etc. 

QUAL PROFISSIONAL É HABILITADO PARA REALIZAR A EXTRAÇÃO DO SISO? 

A odontologia é dividida por especialidades, tais como: periodontia, ortodontia, dentística e outras. Dentre essas, a especialidade de cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial (CTBMF) é aquela que habilita o cirurgião-dentista a realizar procedimentos ambulatoriais (no consultório odontológico) e hospitalares (centro cirúrgico hospitalar) mais complexos, dentre eles a extração de sisos. 

Como exemplo, na medicina se uma pessoa tiver um problema no coração, buscará atendimento com um médico cardiologista, pois ele se especializou no músculo cardíaco. Já na odontologia, o profissional especialista na extração de sisos é o cirurgião bucomaxilofacial, que, além da graduação em odontologia, aprofundou por outros três anos no estudo da cirurgia buco facial. Portanto, recomenda-se realizar o procedimento com profissional que se especializou na realização de extração de siso. 

QUAL O PRAZO DE RECUPERAÇÃO DA EXTRAÇÃO DE SISOS? 

O pós-operatório da extração de sisos depende da complexidade de cada caso, sendo a média de três a sete dias. 

POSSO PRATICAR ESFORÇO FÍSICO DURANTE O PERÍODO DE RECUPERAÇÃO? 

Os esforços físicos podem ser realizados após 10 dias da realização do procedimento de extrair os sisos. 

COMO DEVE SER A HIGIENIZAÇÃO ORAL APÓS A REALIZAÇÃO DA CIRURGIA? 

A higienização dos dentes deve ser feita evitando a área operada, com escova macia, sem movimentos vigorosos, com uso de solução à base de clorexidina. 

O PLANO DE SAÚDE HOSPITALAR COBRE A EXTRAÇÃO DE SISO? 

Sim, em alguns casos. Não é incomum, por exemplo, que extrações de siso mais complexas evoluam de uma retirada dentária simples para uma cirurgia de desgaste dos ossos vizinhos ao elemento dentário. Nesse caso, não se estaria realizando uma extração (cirurgia oral menor), mas sim um procedimento de plastia óssea (cirurgia bucomaxilofacial), procedimento esse de cobertura obrigatória no plano hospitalar. 

Deseja parar com uma consulta para verificar a necessidade de extração de sisos? Não espere mais, ligue e agende um atendimento na Humaniza: (61) 3327 – 1629 

Agende também por WhatsApp